Atelier de Ideias traz como tema o Branded Content

O Atelier de Ideias é um projeto da Atelier de Imagem e Comunicação que tem como objetivo trazer novas vivências e mostrar o que há de novo na área de comunicação, no Brasil e no mundo. O primeiro encontro deste ano contou com a presença de Thiago Araújo, Head de Planejamento Digital e Performance do Estúdio ABC.

 

O Estúdio ABC é um estúdio criativo que desenvolve branded content para os parceiros anunciantes da Abril como Coca-Cola, Friboi, HBO, Netflix, PayPal, Unilever, entre outros. Através de levantamentos realizados, em maio de 2016, a Abril contava com 75,5 milhões de seguidores nas redes sociais, além de 34,9 milhões de visitantes nos sites Abril em julho de 2016.

 

Segundo Thiago, a partir de um briefing ou campanha, fornecido pelo cliente ou agência, o Estúdio ABC rastreia conteúdos, formatos e comunidades mais adequados para o desenvolvimento das ações dentro e fora da Abril. Ele destaca que o processo de apuração utiliza técnicas jornalísticas para descobrir conteúdos e trabalham com pautas previamente discutidas ou identificadas por meio de monitoramento de tendências de busca e tráfego.

 

Com uma equipe formada por profissionais de comunicação (jornalistas, relações públicas, publicitários e designers), o Estúdio ABC trabalha com o cliente na produção de conteúdo premium customizado, definindo os objetivos e distribuindo este conteúdo a uma audiência qualificada. Seus especialistas medem e otimizam a performance do conteúdo.

Thiago-Araujo2_atelier_de_ideias

Thiago-Araujo_atelier_de_ideias

Gabriel Rossi fala sobre o caso Ades para o Brasil Econômico

Reportagem sobre a crise enfrentada pela empresa Unilever após anunciar o recall de um lote da bebida Ades – por problemas de contaminação do produto – contou com entrevista do estrategista em marketing Gabriel Rossi. A matéria foi publicada em 22 de março.

Rossi explicou que a primeira ação de uma empresa que enfrenta esse tipo de problema deve ser oferecer uma resposta rápida e manter uma postura de transparência com os clientes. “O que acontece na maior parte das vezes é que as empresas emitem comunicados frios e se fecham até a ‘poeira baixar’, dando espaço para especulações”, relata no texto.

O estrategista contou ainda que, apesar de as empresas terem equipes de gestão de crise, o desafio de acompanhar de perto ou controlar o fluxo de informação na internet é quase impossível. “Hoje o cliente consegue reclamar ou denunciar um problema em tempo real, de qualquer lugar, com um celular”. Confira na íntegra:

brasileconomico22032013