Selo Sesc + Atelier: 2 anos de trabalho

Este mês de outubro marca o aniversário de 2 anos do trabalho da Atelier para o Selo Sesc, responsável pela difusão cultural do Sesc São Paulo via lançamentos de CDs e DVDs. É uma data a ser muito comemorada pela agência.
Na contramão do mercado fonográfico brasileiro e mundial (que investe cada vez mais em produtos online e reduz os lançamentos “físicos”), o Selo Sesc surgiu em 2004. De lá para cá, lançou CDs e DVDs de artistas como Tetê Espíndola, Bocato, Guinga, Pepeu Gomes, Fortuna, Itamar Assumpção, Tia Cida e Baita Negão. Nos últimos dois anos, todos os novos produtos tiveram a assessoria de imprensa da Atelier.
São opções de música popular, instrumental, erudita e infantil, sempre seguindo a premissa de apoiar o registro de artistas que fazem a diferença e incentivar ações voltadas à educação e à diversidade de cultura.
Divulgar CDs e DVDs com características tão grandiosas, sempre apostando na qualidade, é um trabalho que dá orgulho.
selo_sesc_2_anos-01

Pepeu Gomes na capa da Ilustrada

O jornal Folha de S. Paulo, um dos principais veículos impressos do Brasil, dedicou capa e página inteira do Caderno Ilustrada ao guitarrista Pepeu Gomes, seu retorno aos palcos ao lado de Baby do Brasil no Rock’n Rio e o lançamento do seu CD Alto da Silveira, pelo Selo Sesc. A Atelier é responsável pela assessoria de imprensa do Selo Sesc.
Ao jornalista Thales de Menezes, editor da Ilustrada, o guitarrista explicou o motivo por ter procurado o Selo Sesc para viabilizar este projeto instrumental: “Achei que o Selo Sesc poderia conduzir tudo com elegância. É o único apoio que temos hoje em dia no Brasil para o instrumental. Não é comercial, está longe do patamar das músicas que tocam nas rádios.” Alto da Silveira recebeu crítica super positiva e foi classificado como ótimo pela Folha.
Em atividade há 11 anos, buscando registrar o que de melhor é produzido na área cultural, o Selo Sesc constrói um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema.
Confira a matéria abaixo:
Capa - Ilustrada
Página dedicada ao Pepeu Gomes

Projeto Café no Bule, do Selo Sesc, recebe atenção da imprensa

O Projeto Café no Bule, novo CD produzido pelo Selo Sesc, e que será lançado no Sesc Pinheiros, foi recomendado por diversos jornais e sites brasileiros. Com o trabalho da equipe da Atelier, que é responsável pela assessoria de imprensa do Selo Sesc, o projeto ganhou as páginas do O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Jornal Metro e Guia da Folha de S. Paulo, além de de sites como o UOL, e a Rádio CBN.
Zeca Baleiro, Naná Vasconcelos e Paulo Lepetit assinam o disco que conta com 13 composições inéditas do trio (todas são dos três em conjunto, exceto “Cajú”, de Naná com Vinicius Cantuária) em uma mistura de ritmos.
Em atividade há 11 anos, buscando registrar o que de melhor é produzido na área cultural, o Selo Sesc constrói um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema.
Confira a matéria do Estadão abaixo:
Cafe - Estadao

Novo CD do Selo Sesc é recomendado pela revista Rolling Stone

Alto da Silveira, novo disco do guitarrista Pepeu Gomes, lançado pelo Selo Sesc, é recomendado pela Rolling Stone, uma das principais revistas de música. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de impressa do Selo Sesc.
O lançamento conta com 16 faixas, cada uma cobrindo uma área de interesse do guitarrista, considerado um dos melhores do mundo. Segundo a publicação, Pepeu faz referências ao seu passado em vários momentos. “Bolado II” e “Rock do Carnaval” são releituras de faixas lançadas pelo grupo Novos Baianos. Já “Cine Pax” parece uma versão sem voz de “Deusa do Amor”, hit de 1983.
Em atividade há 11 anos, buscando registrar o que de melhor é produzido na área cultural, o Selo Sesc constrói um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema.
Confira a matéria abaixo:
rolling stone

Atelier emplaca novo CD do Selo Sesc em dois jornais do Nordeste

O lançamento do Selo Sesc, Sebastião Biano e Seu Terno Esquenta Muié, de Sebastião Biano, ocupou a capa e uma página do Jornal do Commercio, de Pernambuco, e é notícia de meia página no jornal A Tarde, principal jornal da Bahia. A divulgação dos projetos viabilizados pelo Selo Sesc é um trabalho feito pela equipe da Atelier de Imagem e Comunicação.
O primeiro álbum solo de Sebastião Biano conta com 18 faixas é e um misto de musicalidade e memórias narradas pelo próprio músico. Além das canções clássicas do repertório, que influenciaram a trajetória da música popular brasileira, o disco possui músicas de autoria de Biano. Sobre suas inspirações, ele explica: “É do galope de cavalo, aquele compasso que inspirava música. Ou o canto de um pássaro também. Eu me esqueci de muitas músicas, mas agora vem aparecendo algumas, do tempo de criança com meu pai”.
O Selo Sesc, em atividade há 11 anos, busca registrar o que de melhor é produzido na área cultural, construindo um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema.
Veja as matérias abaixo:
jornal do commercio biano
Sabastiao Biano - A Tarde

Pepeu Gomes é entrevistado pela TV Cultura

Após grande abrangência na mídia impressa, Pepeu Gomes, que está lançando o disco “Alto da Silveira”, pelo Selo Sesc, foi entrevistado pelo Metrópolis, programa cultural da TV Cultura. A Atelier é responsável pela assessoria de imprensa do Selo Sesc.
Na entrevista, com duração de 4 minutos, Pepeu falou sobre seu novo trabalho, primeiro CD instrumental após 26 anos. Segundo o guitarrista, o nome “Alto da Silveira” é uma homenagem para o lugar onde ele foi criado. “Na verdade, Alto da Silveira é uma praça onde brincava e onde passei minha infância. Dos 6 aos 17 anos eu vivi no Alto da Silveira” Além usar imagens do making-of do Selo Sesc, foi filmado o disco e a capa.
Em atividade há 11 anos, buscando registrar o que de melhor é produzido na área cultural, o Selo Sesc constrói um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema.
Assista a matéria abaixo:

Lançando disco pelo Selo Sesc, Pepeu Gomes aparece na mídia impressa

Show de lançamento do novo disco de Pepeu Gomes, “Alto da Silveira”, é recomendado na revista Veja São Paulo, de 29 de julho. O guitarrista, considerado um dos melhores do mundo, também ganhou página dupla na Serafina, revista mensal do jornal Folha de S. Paulo.
Pepeu estará no palco do Sesc Consolação para o lançamento de “Alto da Silveira”, produzido pelo Selo Sesc. É o primeiro trabalho instrumental nos últimos 26 anos, quando lançou “Instrumental On the Road”, em 1989, com 16 faixas.
Em atividade há 11 anos, o Selo Sesc busca registrar o que de melhor é produzido na área cultural, construindo um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema.
A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de imprensa do Selo Sesc.
Confira as matérias abaixo:
Pepeu Gomes - Veja SP
Pepeu Gomes - Serafina 01
Pepeu Gomes - Serafina 02

Sebastião Biano ganha página no Estado de Minas

O primeiro CD solo de Sebastião Biano, fundador e último remanescente da formação original da Banda dos Pífanos de Caruaru, ganhou capa do caderno de cultura do jornal Estado de Minas.
O CD intitulado “Sebastião Biano e seu Terno Esquenta Muié”, lançado pelo Selo Sesc, registra exclusivamente composições do artista além de regravações de músicas importantes de sua trajetória. Ao jornal mineiro, Biano contou sua carreira na música, principalmente sendo conhecido como “Mestre dos Pífanos”.
Em atividade há 11 anos, buscando registrar o que de melhor é produzido na área cultural, o Selo Sesc constrói um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema. Todos divulgados junto a mídia pela Atelier de Imagem e Comunicação.
Confira a matéria abaixo.

Sebastião Biano no jornal Estado de Minas
Sebastião Biano no jornal Estado de Minas

Guia Mensal da Folha recomenda Cesaria Evora

O novo lançamento do Selo Sesc, “Mãe Carinhosa”, álbum póstumo de Cesaria Evora, é a dica do Guia Mensal do jornal Folha de S. Paulo.
O CD traz músicas inéditas da cabo-verdiana, gravadas entre 1997 e 2005. Entre as 13 músicas do álbum, produzido por José da Silva (“descobridor” da cantora), 12 são inéditas na voz de Cesaria Evora. No repertório de “Mãe Carinhosa” é possível encontrar composições de veteranos como B. Leza, Gregorio Gonçalves, Frank Cavaquinho e expoentes da nova geração como Teofilo Chantre e Nando Cruz.
O encarte ainda conta com depoimento de Caetano Veloso, que relembra o encontro emocionante de Cesaria Evora com um ícone da música brasileira. “Me lembro de estar com Cesaria Evora no palco do Sesc Pompeia, creio que nos anos 1990, e de essa pessoa divina da música cabo-verdiana receber com encanto deslumbrado a Ângela Maria, a grande cantora brasileira que foi para ela a mais forte referência em sua formação”.

Folha de S. Paulo recomenda o DVD do documentário "Eduardo Coutinho, 7 de Outubro"

O jornal Folha de S. Paulo destaca o DVD do documentário “Eduardo Coutinho, 7 de Outubro” em seu Guia mensal de livros, discos e filmes. Lançado pelo Selo Sesc e dirigido por Carlos Nader, o material, gravado poucos meses antes da morte do documentarista, coloca Coutinho em frente às câmeras, não atrás, como sempre trabalhou. Nader utiliza o chamado método “coutiniano”, ou seja, liga a câmera e se preocupa apenas em entrevistar o documentarista. Além disso, reúne na empreitada a própria equipe de Coutinho, do eletricista à montadora.
A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de imprensa do Selo Sesc e “Eduardo Coutinho, 7 de Outubro” contou com ampla divulgação da mídia.
Guia Mensal da Folha - 25.04.2015