Imprensa de Mogi das Cruzes destaca mapeamento de áreas de risco do IPT

Após dois dias de vistorias técnicas, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) apontou a existência de 11 áreas de risco na cidade de Mogi das Cruzes, no Alto Tietê paulista. O mapeamento foi destaque da imprensa regional, com reportagens em jornais como o Diário de Mogi e o Mogi News, além da TV Diário, afiliada da rede Globo na região.

O mapeamento completo será divulgado no próximo mês e disponibilizado para as Defesas Civis do Estado e do Município. Marcelo Gramani, pesquisador do IPT, foi entrevistado pelos veículos, adiantando que “a maioria das regiões mogianas identificadas, em especial as que se encaixam na condição de escorregamento, apresenta risco alto”. O IPT classifica os locais em quatro níveis de risco: baixo, médio, alto e muito alto. Além desses, existem também as situações de risco iminente.

Pesquisador do IPT é entrevistado pelo Jornal Hoje

O Jornal Hoje, da TV Globo, veiculou em 4 de abril reportagem sobre o trabalho desenvolvido pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para averiguar os equipamentos que mais consomem energia elétrica nas residências.

O pesquisador Mário Leite demonstrou como economizar gastos com os aparelhos domésticos. Foi apresentado um aparelho que calcula a potência de cada equipamento e eletrodoméstico, depois relaciona com o tempo de uso. “Uma televisão ligada durante seis horas por dia tem o consumo de 3,6 KW/h, que vai custar R$ 1,60 por mês”, diz pesquisador.

Mário Leite ainda comenta que o mais preocupante em uma cozinha é a geladeira, que fica ligada durante 24h por dia, o que gera um custo aproximado de R$ 21,07 por mês, chegando a ser 10% de uma conta familiar média de R$ 200,00.