Folha recomenda o disco "Rei Vadio", do Selo Sesc

O jornal Folha de S. Paulo trouxe no caderno Ilustrada amplo texto sobre o lançamento do Selo Sesc, Rei Vadio, de Romulo Fróes, em tributo a Nelson Cavaquinho. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de imprensa do Selo Sesc.
Fróes falou sobre o processo de criação do CD e da sua visão da obra de Cavaquinho. Segundo o músico, “é um disco de samba, mas não como acham que o samba tem de ser, e sim a partir das minhas experiências”.
Já o jornal afirmou que “se o compositor mangueirense fazia o que queria ‘como vender sambas e passar dias na rua bebendo’, não teria sentido para Fróes, ao gravar um CD apenas com canções de Nelson, realizar um tributo bem comportado, destoando da carreira que vem desenvolvendo”.
Em atividade há 12 anos, buscando registrar o que de melhor é produzido na área cultural, o Selo Sesc constrói um precioso acervo artístico pontuado por obras de variados estilos, da música ao teatro e cinema. Lançou em 2015 o documentário “Eduardo Coutinho, 7 de Outubro”, dirigido por Carlos Nader, e o DVD triplo “Os Náufragos do Louca Esperança”, da diretora francesa Ariane Mnouchkine.
Confira abaixo a matéria:
Folha de S. Paulo