Colégio Concórdia é fonte em matéria do caderno .EDU, do jornal O Estado de S. Paulo

O Colégio Concórdia, do Grupo A Educacional, foi fonte de notícia do caderno .EDU, do jornal O Estado de S. Paulo, sobre como as escolas estão preparando os alunos para as provas do ENEM e Fuvest.
Segundo o veículo, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), além de abranger o conteúdo dos três últimos anos de formação do estudante, serve para o candidato ingressar em diversas universidades do país.
Pensando nisso, para garantir uma boa nota na redação do ENEM, os alunos do Colégio Concórdia participam de atividades de discussão, aprofundamento de temas e elaboração de textos, que são corrigidos nos moldes do exame. Outra iniciativa são as aulas especiais, onde são debatidos temas de atualidade, como processos de imigração para a Europa. Os estudantes recebem quatro cadernos elaborados com conteúdos estruturados em forma de revisão.
A Atelier de Imagem e Comunicação é a agência responsável pela assessoria de imprensa, redes sociais, internet e produtos gráficos do Grupo A.
Confira a matéria na íntegra:
Capa Estadao.Edu - 30.09.2016
Estadao.Edu - 30.09.2016 - Pag. 10

Método de ensino utilizado no Colégio Horizontes é fonte no Jornal do SBT

O Jornal do SBT fez uma matéria sobre a importância dos exercícios para o cérebro em todas as idades. A reportagem visitou o Colégio Horizontes e entrevistou alunos e professores para saber um pouco mais sobre o Projeto SuperCérebro, uma prática que transforma o modo de ensinar e aprender. Este método é aplicado em todas as escolas do Grupo A Educacional como atividade extracurricular.
“Ao mesmo tempo em que as crianças e os jovens estão jogando, eles estão trabalhando também a liderança, a estratégia, porque é preciso bolar uma estratégia para se defender ou vencer o jogo”, afirmou a professora do período complementar do Horizontes, Elzita Rocha. Os alunos falaram que se divertem muito enquanto aprendem.
A metodologia do SuperCérebro foca o desenvolvimento de áreas específicas do cérebro e todos os profissionais das quatro escolas do Grupo A (além do Horizontes, Aprendendo a Aprender, Liceu Santa Cruz e Concórdia) participaram de cursos de capacitação para usar este método com os alunos.
Fundado em 1981, o Grupo A é uma rede educacional com quatro escolas e duas creches espalhadas por toda a cidade de São Paulo. Em todas as escolas a criatividade, o respeito, a interação, a afetividade e a cooperação são características incentivadas entre os estudantes, proporcionando, assim, a compreensão das normas sociais e a consciência da importância de cada indivíduo na sociedade. A Atelier de Imagem e Comunicação é a agência responsável pela assessoria de imprensa, redes sociais, internet e produtos gráficos do Grupo A.
Confira a reportagem abaixo:

Sistema de Ensino dos colégios do Grupo A Educacional é destaque no jornal O Estado de S. Paulo

O Colégio Aprendendo a Aprender, pertencente ao Grupo A Educacional, foi fonte de reportagem para o jornal O Estado de S. Paulo, sobre o método SuperCérebro, que será implantado aos alunos de 5 a 10 anos a partir do segundo semestre deste ano. Adriani Escudero Magalhães, coordenadora pedagógica do Aprendendo, foi personagem de matéria do caderno Estadão.edu. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela Assessoria de Imprensa do Grupo A Educacional.
Sabemos que com o acúmulo de funções, a tecnologia tornou-se uma grande aliada por ser ágil, mas ela também deixou as pessoas mais sedentárias, fazendo com que exercitem menos o cérebro. Por isso, escolas de todo o país estão adotando métodos diferenciados para estimular os alunos. A chamada ginástica cerebral incentiva a memorização, concentração e o cálculo mental.
A partir de agosto, alunos dos colégios pertencentes ao Grupo A Educacional (Aprendendo a Aprender, Concórdia, Horizontes e Liceu Santa Cruz) passarão a ter aulas de estímulo, uma vez por semana, como atividade extracurricular. “As crianças estão muito envolvidas no mundo virtual. Uma realidade que, muitas vezes, não as estimula a memorizar e fazer contas. Há informações de todos os lados, impedindo a concentração. Isso é muito prejudicial para o ensino”, diz Adriani.
Todos os profissionais dos quatro colégios realizaram cursos e estão capacitados para usar este método, diferencial que Gustavo Lian, presidente do Grupo A Educacional, procurava: “Nós queríamos um diferencial para o nosso ensino, porque a calculadora atrofiou a cabeça dos jovens. Queremos estimulá-los a pensar, porque isso vai trazer benefícios para todas as disciplinas e todas as etapas de ensino”.
A matéria também foi publicada no Estadao.com, além de estar na versão online da Revista IstoÉ e portal R7.
Confira abaixo a matéria na íntegra:
Grupo A - O Estado de S. Paulo - 01.08.2016

Colégio Liceu Santa Cruz, integrante do Grupo A Educacional, é fonte do jornal O Estado de S. Paulo

 
O Colégio Liceu Santa Cruz, pertencente ao Grupo A Educacional, foi fonte de reportagem de meia página do jornal O Estado de S. Paulo, de 4 de julho de 2016, sobre a rotina de acordar cedo e o rendimento escolar. A diretora do colégio, Mirna Eloi Suzano, foi personagem para a matéria do caderno Estadão.edu. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela Assessoria de Imprensa do Grupo A Educacional.
Uma pesquisa feita pela Universidade de Aveiro, em Portugal, concluiu que o rendimento seria melhor se as aulas começassem um pouco mais tarde. Durante a pesquisa, ficou comprovado que a fisiologia dos adolescentes os impele a deitar e acordar cedo. Por isso, o recomendado seria que as aulas começassem após às 10h30.
Quando questionada sobre o tema, Mirna informou que, normalmente, os alunos prestam mais atenção a partir da segunda aula. A recomendação do colégio é que os professores deixem as aulas mais dinâmicas para despertar os alunos. “Quando percebemos que é muito frequente o aluno ficar sonolento em sala, chamamos os pais para que fiquem mais atentos aos horários dos filhos e os orientem melhor”, comentou.
A matéria também foi publicada no Estadao.com, além de estar na versão online da Revista IstoÉ e portal R7.
Confira abaixo a matéria na íntegra:
O Estado de S. Paulo - 04.07.2016
 
 
 

Colégio Horizontes Uirapuru, integrante do Grupo A Educacional, ganha destaque no jornal O Estado de S. Paulo de hoje

O Colégio Horizontes Uirapuru, pertencente ao Grupo A Educacional, foi fonte em notícia do jornal O Estado de S. Paulo, de 18 de abril, sobre escolas que adotam punições socioeducativas. Andrea Favero, coordenadora do Horizontes, o aluno Leonardo Ribeiro e sua mãe, Flávia Cristina Ribeiro, são personagens e comentam sobre as atividades socioeducativas adotadas pelo colégio. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de imprensa do Grupo A Educacional.
A reportagem de meia página destaca como o Horizontes Uirapuru trocou a forma de punir os estudantes que infringem alguma regra da escola por atividades socioeducativas. No lugar das tradicionais punições, advertências e suspensões, os pais podem optar pelo trabalho socioeducativo, como, por exemplo, organizar a biblioteca da escola. “Achei ótimo que tivemos a opção de escolher uma atividade que o responsabilizou pelo que havia feito. Ele aprendeu que tudo o que faz tem uma consequência, até mesmo o que para ele era apenas uma brincadeira”, contou Flávia.
Para Andrea, as punições tradicionais não alcançam o efeito de responsabilizar o aluno. Segundo ela, atualmente, a maioria dos pais do colégio opta pela punição socioeducativa. “Qual o impacto na vida de um aluno que levou uma advertência? Nenhum, ele não sofre nenhuma consequência. E a suspensão? É quase um prêmio para o aluno não ir à aula e ficar em casa. Nós lidamos com adolescentes, e eles erram não por serem maus, mas porque não conhecem os limites”.
A matéria, publicada ainda no Estadao.com, entrou na versão online do Diário do Grande ABC, Tribuna (Araraquara), O Liberal (Americana), Jornal de Brasília, Alô Brasília, Estado de Minas, Tribuna (Paraná), Diário de Pernambuco, além dos portais UOL e BOL.
Confira a matéria abaixo, ou clique aqui para ver online.
Estadao - 18.04.2016

Colégio do Grupo A Educacional ganha notoriedade nacional em matéria sobre o combate ao bullying

O Colégio Horizontes Uirapuru, que pertence a rede Grupo A Educacional, foi fonte em notícia do jornal O Estado de S. Paulo sobre a nova lei do combate ao bullying, que passou a vigorar no dia 9 de fevereiro. Gabriela Lian Branco Martins, diretora do Horizontes, é personagem e comenta sobre as ações do colégio para prevenir e coibir o bullying. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de imprensa do Grupo A Educacional.
A ampla reportagem, que teve chamada de capa no Estadão, destaca que o Horizontes Uirapuru usa psicodramas – pequenas dramatizações – para mostrar os efeitos do bullying aos estudantes. A reflexão é feita após o teatro, com base em situações cotidianas propostas pelos alunos. “É eficiente porque um se põe no papel do outro – da vítima, do agressor ou de quem assiste”, explica Gabriela Martins, diretora da escola.
A matéria, publicada ainda no Estadao.com, também foi lida por milhares de pessoas em todo o país, uma vez que entrou na versão online de A Tribuna, do Diário do Grande ABC e do Diário de Pernambuco, e ainda nos portais do UOL, da Veja.com, da Exame.com e Hoje em Dia, além de ao menos mais duas dezenas de veículos.
Fundado em 1981, o Grupo A é uma rede educacional com quatro escolas espalhadas por toda a cidade de São Paulo: Aprendendo a Aprender, Concórdia, Horizontes Uirapuru e Liceu Santa Cruz. Conta ainda com um braço social, a Associação Educacional Uirapuru, que mantém duas creches em parceria com a Prefeitura de São Paulo.
Confira a matéria abaixo, ou clique aqui para ver online.

Colégio Horizontes Uirapuru no jornal O Estado de S. Paulo
Colégio Horizontes Uirapuru no jornal O Estado de S. Paulo

Fantástico mostra como Grupo A combate bullying entre alunos

No último domingo, 20, o colégio Aprendendo a Aprender, pertencente ao Grupo A Educacional, participou da série “Eu Amo Quem Sou”, do Fantástico, na TV Globo. A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de imprensa do Grupo A Educacional e de suas escolas.
Durante um mês, a série, que teve como tema o bullying, acompanhou um grupo de alunos na descoberta de como lidar com agressões sofridas na escola. No quarto episódio, Adriani Escudero Magalhães, coordenadora pedagógica do Aprendendo a Aprender, explicou com detalhes sobre o “Tudo bem ser diferente”, projeto desenvolvido pela escola para conscientização de seus alunos.
Segundo o Fantástico, aproximadamente 70% dos alunos da rede pública de ensino dos Estados Unidos acreditam que as escolas não fazem o suficiente para combater o bullying. Para fugir das estatísticas, o Aprendendo a Aprender preparou um plano de valorização das diferenças. “A gente faz um projeto com as crianças a partir dos quatros anos, para valorizar e deixar as crianças confortáveis com as diferenças”, comenta Adriani.
Já com os alunos mais velhos, a conscientização é feita em forma de música. “Eles fizeram uma pesquisa sobre o que era bullying, o que é respeito ao outro e dentro disso montaram um rap”, finaliza a coordenadora pedagógica.
Clique e confira a reportagem na integra.

Grupo A Educacional no Jornal da Cultura, da TV Cultura

O colégio Concórdia, unidade da rede do Grupo A Educacional, é fonte para matéria do Jornal da Cultura 1ª Edição, da TV Cultura. A Atelier é responsável pela assessoria de comunicação do Grupo A Educacional e suas escolas.
Em matéria sobre o Enem, a jornalista Laís Duarte entrevistou o diretor do Concórdia, Edson Eller, e alunos para darem dicas de como se preparar para a avaliação. Segundo Eller, o Enem é uma prova de resistência. “São 90 questões no primeiro dia e 90 no segundo, além da redação.” Os alunos falaram sobre a alimentação e como se preparar.
Fundado em 1981, o Grupo A Educacional é uma rede com quatro escolas espalhadas por São Paulo: Aprendendo a Aprender, Concórdia, Horizontes Uirapuru e Liceu Santa Cruz. Conta ainda com um braço social, a Associação Educacional Uirapuru, que mantém duas creches em parceria com a Prefeitura de São Paulo.
Confira a reportagem abaixo:

Escolas do Grupo A estão na Revista Arte-Educa

Os projetos de educação artística dos colégios Aprendendo a Aprender e Liceu Santa Cruz, ambos do Grupo A Educacional, cliente da Atelier de Imagem e Comunicação, estão na capa e nas páginas da Revista Arte-Educa, edição de Ensino Fundamental I.
Orientados pela professora Mariana Noronha, os alunos do Aprendendo a Aprender aprenderam o círculo cromático com mais facilidade do que em uma aula somente teórica. A atividade consiste dos próprios estudantes produzirem 12 cores a partir de três, propondo que os alunos trabalhem em pé, induzindo o espírito investigativo e aguçando a curiosidade. A revista em seguida mostrou o passo-a-passo da atividade, com fotos dos alunos. Outra atividade proposta pela arte-educadora foi de relacionar as cores com as emoções, aprendendo sobre o prisma e a composição do arco-íris.
Já Luciana Benavente, educadora do Liceu Santa Cruz, ensinou sobre o legado de Cândido Portinari que ajudou no desenvolvendo de múltiplas inteligências dos alunos, como a capacidade de observação, percepção, imaginação, sensibilidade, interpretação, senso crítico e expressão pessoal. Após expor a aula teórica sobre a vida de Portinari, os estudantes realizaram a releitura da obra Meninos soltando pipas. Ao final, a revista mostrou o passo-a-passo realizado na atividade.
A Atelier responde por toda assessoria de comunicação do Grupo A Educacional, que possui quatro escolas em São Paulo.
Confira as matérias abaixo.

Trabalho da Atelier coloca Grupo A no SBT e Band

O novo aplicativo do Colégio Concórdia, uma das escolas do Grupo A Educacional, e cliente da Atelier, ganhou destaque na mídia nacional ao ser tema de matérias do SBT Brasil, programa jornalístico do SBT, e do matinal Café com Jornal, da TV Bandeirantes.
Apelidado pelos alunos de “dedo duro”, o Aluno APP faz com que os pais e alunos saibam de tudo o que acontece na escola: comunicados, lição de casa com o conteúdo e a data de entrega, conteúdo aprendido em sala de aula, avaliações, médias de trabalhos e provas, boletim mensal e o horário das aulas.
O diretor do Concórdia, Edson Eller, que foi entrevistado nas duas matérias, disse que os pais cobravam informações mais detalhadas da vida escolar dos filhos. “Nós já usávamos algumas plataformas de comunicação e nós personalizamos esse aplicativo para a necessidade da escola”.
A Atelier de Imagem e Comunicação é responsável pela assessoria de comunicação do Grupo A Educacional e suas instituições de ensino, que conta com quatro escolas na região metropolitana de São Paulo.
Clique nos links abaixo para conferir as reportagens:
SBT – Colégios usam aplicativo “dedo duro”
TV Bandeirantes – Aplicativo faz a ligação direta entre a diretoria da escola com os pais